JNeducaçao

JN. Rede de Informação.
  1. O Governo pediu ao Tribunal Constitucional que fiscalize um artigo de uma lei aprovada pelo Parlamento, em abril, que o obriga a lançar horários completos e incompletos, no concurso extraordinário de mobilidade interna, que terá lugar este ano.
  2. Já são conhecidos os dez finalistas do Global Teacher Prize Portugal, que pretende premiar professores excecionais. O vencedor, que será anunciado a 16 de maio, recebe 30 mil euros e fica automaticamente nomeado para o concurso mundial que se realiza em 2019. Para esta edição foram apresentadas 110 candidaturas.
  3. O Estado perdeu 58 mil funcionários públicos entre 2011, ano da entrada da troika, e 2017.
  4. Chamam-lhe filósofo da felicidade, mas Clóvis de Barros Filho, brasileiro que percorre o mundo a dar conferências sobre os desafios da vida e da ética, rejeita ambas.
  5. João Pedro Abreu tem 11 anos e em julho do ano passado foi-lhe diagnosticado sarcoma de Ewing. Viajou da Madeira até ao IPO do Porto para receber tratamento e, mesmo a mais de mil quilómetros de casa, tem aulas via Skype.
  6. O ministro da Educação disse esta segunda-feira que o projeto piloto de flexibilização e autonomia curricular, em curso em 230 comunidades educativas, está a ser monitorizado para que possa ser alargado a todas as escolas de forma sólida.
  7. Professores colocados a muitos quilómetros de casa montaram esta quinta-feira uma vigília em frente ao Palácio de Belém, querendo alertar o Presidente para o que chamam de "vigarice" do Governo em relação a um número indeterminado de professores graduados.