JNeducaçao

JN. Rede de Informação.
  1. A Inspeção-Geral de Educação e Ciência abriu um inquérito para apurar a existência de irregularidades no processo de matrículas, na sequência de notícias sobre o uso de moradas falsas para conseguir vagas nas escolas.
  2. Em entrevista ao JN, David Justino, presidente do Conselho Nacional de Educação, defende que as escolas que inflacionam as notas deviam ser penalizadas.
  3. O projeto "Code Mode" é uma iniciativa do Centro Infantil da Santa Casa do Peso da Régua. Tem como principal objetivo estimular o gosto das crianças pela matemática e ciências através da programação de robôs.
  4. A greve de professores encerrou centenas de escolas por todo o país, nomeadamente do primeiro ciclo e jardins de infância, e anulou centenas de reuniões previstas, disse o secretário-geral da Federação Nacional da Educação.
  5. A Federação Nacional dos Professores afirmou que estão a ser "cometidas ilegalidades" em várias escolas no que diz respeito às convocatórias de professores para assegurar os serviços mínimos em dia de greve.
  6. O presidente da Associação de Técnicos de Segurança e Proteção Civil defendeu a criação de uma disciplina escolar de segurança que permitisse preparar crianças e jovens para agir em casos de calamidade.
  7. A Federação Nacional da Educação (FNE) e a Federação Nacional dos Professores (Fenprof) foram chamadas para uma reunião no Ministério da Educação às 15 horas.
  8. O Ministério da Educação alargou a suspensão das aulas e dos exames, por tempo indeterminado, aos municípios da Sertã (Castelo Branco) e de Pampilhosa da Serra (Coimbra) devido aos incêndios que lavram na região.