Mundo

Artigos
  1. Uma sonda que é financiada maioritariamente por fundos privados vai tentar pousar na superfície da Lua
  2. Pascoal Lima dos Santos Daio, juíz conselheiro, é a partir de hoje o novo presidente do Tribunal Constitucional (TC) de São Tomé e Príncipe, tendo na sua tomada de posse prometido transformar a instituição numa peça fundamental no sentido de ajudar à consolidação do Estado de direito e democrático
  3. A insegurança e a desconfiança continuam a complicar a resposta ao ébola no leste da República Democrática do Congo (RDC), alertou a directora-executiva do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Henrietta Fore
  4. As autoridades turcas emitiram ontem mandados de prisão, contra 324 pessoas suspeitas de ligações ao movimento do religioso Fethullah Gülen, acusado por Ancara de estarem por trás do golpe fracassado de Julho de 2016, informaram os medias turcos
  5. Primeiro-Ministro polaco, Mateusz Morawiecki, cancelou a participação no encontro internacional organizado pelo grupo de Visegrado - Polónia, República Checa, Hungria e Eslováquia -, depois de o Primeiro-Ministro israelita, Benjamin Netanyahu e do ministro dos Negócios Estrangeiros, Israel Katz, terem feito afirmações polémicas sobre a Nação polaca e o envolvimento no Holocausto que este considerou “racistas” e “inaceitáveis
  6. As direcções nacionais dos partidos espanhóis começaram a preparar a estratégia para as campanhas das várias eleições que se aproximam, nas quais a questão independentista catalã vai dominar os debates
  7. O Presidente norte-americano, Donald Trump, apelou aos chefes militares venezuelanos que se juntem ao opositor e Presidente autoproclamado Juan Guaidó e deixem entrar a ajuda humanitária no país
  8. O bispo da cidade de Kumbo, região Norte dos Camarões, anunciou ontem a libertação das 170 jovens estudantes, recentemente raptadas por homens armados
  9. O Presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, nomeou Edmundo Mendes para o cargo de ministro do Interior, sob proposta do Primeiro -Ministro, segundo um decreto presidencial enviado à imprensa
  10. O Governo da Líbia pediu apoio à ONU, para manter a segurança e a coordenação militar contra o jihadismo e o crime no país, enquanto o Exército do Leste continua a campanha anti-terrorista no Sul

Copyright © 2017 Sociedade Digital  | Privacidade | Termos & Condições |   CrowdFunding Networks | Dev. by Markup®

 Android app on Google Play 
Pagamentos por Paypal
Certificado de integridade da página
Certificado de desempenho da página