Mundo

Artigos
  1. Um grupo armado, de origem desconhecida, atacou ontem uma aldeia a cinco quilómetros de Palma, uma das sedes distritais da província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, tendo morto seis pessoas
  2. Uma criança guatemalteca, de 7 anos, morreu poucas horas depois de ser detida pela Polícia de fronteira norte-americana no Estado do Novo México, noticiou quinta-feira o jornal “Washington Post”
  3. O Ministério Público da Guiné-Bissau levantou a suspensão dos trabalhos no Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE), mas continuará a assistir e a fiscalizar o processo, refere um comunicado a que a Lusa teve acesso
  4. O Conselho Europeu adoptou ontem, em Bruxelas, um conjunto de medidas que não altera em nada a posição dos 27 países-membros sobre o acordo de saída do Reino Unido da União Europeia, com os líderes europeus a reiterarem a indisponibilidade para renegociar
  5. O presidente da associação patronal da Alemanha (BDA) assegurou ontem que a integração dos refugiados no mercado de trabalho está a correr melhor do que o previsto, com quase metade a trabalhar ou a aprender uma profissão
  6. A plataforma Frente Comum para o Congo (FCC), através do seu coordenador e director do gabinete do Presidente Joseph Kabila, Néhémie Mwilanya Wilondja, acusou num comunicado Martin Fayulu, candidato presidencial do LAMUKA (Acorda), de ser o autor moral do incêndio do entreposto da Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI), em Kinshasa
  7. O Senado dos Estados Unidos aprovou na quinta-feira uma resolução na qual se afirma que o príncipe herdeiro saudita, Mohammed bin Salman, é responsável pelo homicídio do jornalista Jamal Khashoggi
  8. Ao enfrentar pela primeira vez os jornalistas depois da tomada de posse como primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe, Jorge Bom Jesus colocou especial ênfase nas dificuldades de tesouraria com que se depara para honrar os compromissos imediatos do Estado, nomeadamente com o pagamento de salários e das importações
  9. Uma centena de jornalistas manifestou-se ontem, em Madrid, em frente ao Tribunal Supremo, para defender o direito a não revelar as fontes de informação, depois de terem sido confiscados telefones e computadores a redactores num caso de corrupção
  10. A imprensa internacional refere que Chérif Chekatt foi abatido à porta de um armazém, onde estava escondido

Copyright © 2017 Sociedade Digital  | Privacidade | Termos & Condições |   CrowdFunding Networks | Dev. by Markup®

 Android app on Google Play 
Pagamentos por Paypal
Certificado de integridade da página
Certificado de desempenho da página